Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 02 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

aviação

Alterada em 02/02 às 18h59min

Embraer diz que não aceitou nem recebeu proposta da Boeing

A Embraer divulgou comunicado nesta sexta-feira, em resposta a questionamento da CVM sobre notícias de que a Boeing teria apresentado na quinta-feira ao governo brasileiro a proposta de criar uma terceira empresa para unir as operações de aviação comercial com a brasileira. Segundo a Embraer, a companhia não aceitou e tampouco recebeu proposta da Boeing, "uma vez que as partes envolvidas ainda estão analisando possibilidades de viabilização de uma combinação de seus negócios, que poderão incluir a criação de outras sociedades".
"A Embraer reitera que não há garantia de que a referida combinação de negócios venha a se concretizar. Quando e se definida a estrutura para combinação de negócios, sua eventual implementação estará sujeita à aprovação não somente do governo brasileiro, mas também dos órgãos reguladores nacionais e internacionais e dos órgãos societários das duas companhias", diz.
Segundo noticiou o Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, a intenção da Boeing foi apresentada a autoridades federais, mas ainda não houve decisão sobre a proposta, conforme duas fontes que acompanham o tema. O novo modelo foi antecipado mais cedo pelo jornal O Globo.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia