Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 01 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Aeroportos

01/02/2018 - 10h14min. Alterada em 01/02 às 15h32min

Ampliação da pista do Aeroporto Salgado Filho começa em março

Pista vai ser ampliada em quase um quilômetro e deve ser concluída em 2021

Pista vai ser ampliada em quase um quilômetro e deve ser concluída em 2021


JONATHAN HECKLER/JC
Uma das obras mais aguardadas em Porto Alegre agora tem data para começar. A nova concessionária do Aeroporto Internacional Salgado Filho, a Fraport Brasil, comunicou que assinou o contrato para fazer a ampliação da pista, um dos principais itens da concessão em vigor. Também estão no pacote a expansão do Terminal 1 - obras chegaram a começar mas foram paralisadas no período da Infraero, adequação das vias de taxiamento e melhorias no sistema de drenagem do aeroporto.
O investimento é previsto em R$ 1,5 bilhão, que inclui o pagamento do consórcio que fará o serviço, compra de equipamentos, desenvolvimento e gestão do projeto, informou a Fraport em nota nesta quinta-feira (1). A conclusão do pacote é prevista para 2021. O grupo assumiu a operação do Salgado Filho no fim de 2017. A concessão é de 25 anos. O pavimento sairá dos atuais 2.280 metros para 3,2 mil metros. A licença para as obras foi emitida em 11 de janeiro pela Fepam. Um dos impactos da ampliação será a operação de aeronaves com maior porte para transporte de cargas.
A Fraport ressaltou o impacto que as medidas para passageiros e empresas que atuam no complexo aeroviário. “Nossa meta é criar um portal aeroportuário moderno, eficiente e focado no cliente. Nossa experiente equipe local está trabalhando para oferecer o nível mais alto de qualidade em serviços, operação e segurança”, afirmou Andreea Pal, CEO da Fraport Brasil, em nota.
O consórcio formado por HTB, Tedesco e Barbosa Mello assinou o contrato na terça-feira (30). A Fraport informou que as negociações contratuais começaram em setembro de 2017 e seguem a modalidade EPC (Engineering, Procurement and Construction) - que envolve desde engenharia, compra de materiais e a construção. As licenças ambientais foram emitidas pelos órgãos reguladores. O pico da obra terá 700 trabalhadores. A conclusão da expansão do terminal deve ocorrer em outubro de 2019 e da extensão da pista até 2021.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia