Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Notícia da edição impressa de 22/02/2018. Alterada em 21/02 às 21h15min

Delegacias

É no mínimo deplorável o estado de algumas delegacias da Polícia Civil, além de alguns municípios de elevada criminalidade, como Alvorada, possuírem somente o índice numérico abaixo do volume de serviços no esforço de combate aos criminosos de crescimento geométrico nestas últimas décadas diante do desmoronamento da nação brasileira no amplo sentido. Estou abatido diante da carência no limite do absurdo. Conseguiram desmantelar toda máquina de segurança estatal, dilapidando o limiar do suspiro de esperança da Pátria. Com esse demoníaco administrativo processo de estratégia nefasta, somente poderemos esperar uma extinção da sociedade honesta. (Hélder P. Mayer, produtor cultural, Alvorada/RS)
Previdência
Realmente, o antagonismo radical que se lê, ouve e escuta na mídia e nas tais de redes sociais está levando o Brasil a não ter soluções viáveis para muitos problemas. Agora, a intervenção federal na Segurança do Rio de Janeiro foi feita para "esconder o fracasso da reforma da Previdência. Ou é a volta da ditadura..." Por favor, se o presidente vem falando na necessidade dela há quase um ano, o ônus pela não aprovação seria de quem? Dele? Caberia à Câmara Federal, em princípio, aprovar, com 308 votos (difícil!), a Proposta de Emenda Constitucional (PEC). Mas, ficou tudo para depois, não teremos, em 2018, reforma da Previdência, e o rombo só aumentará. Agora, a autêntica "bomba" financeira ficará para o próximo governo, em 2019. E muito mais explosiva, com certeza. (Marcus Vinicius de Paula, Porto Alegre)
Promessas
Há um ano, em tomando posse, os novos (e atuais) prefeitos pronunciaram discursos vibrantes e emotivos, tudo prometendo para reanimar seu município, torná-lo próspero e moderno, bem como sanear suas finanças. Terão cumprido? (George Teixeira Giorgis, advogado, Bagé/RS)
Enxugamento
O governador Eduardo P. Moreira anunciou cortes profundos para reduzir o custo da máquina do estado de Santa Catarina. O segundo desafio é acomodar os 185 comissionados que foram exonerados com a extinção de alguns órgãos. A tarefa de reacomodá-los em outras funções é pior que jogo de xadrez. (Jorge D. Hexsel, Florianópolis/SC)
Presidente
A defesa do presidente Michel Temer (PMDB) enviou ao Supremo as respostas às perguntas feitas pela Polícia Federal no inquérito que apura se Temer recebeu propina ao editar decreto que teria beneficiado empresa que atua no setor de portos. O presidente nega a acusação. O ex-deputado federal, Rocha Loures foi flagrado com mala com R$ 500 mil para Temer, de Ricardo Saud, do grupo J&F, que controla a JBS. Um processo precisará ser autorizada pela Câmara dos Deputados. Como já se viu em outras ocasiões, não terá aprovação. (Danilo Guedes Romeu)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Dorian R. Bueno 22/02/2018 09h05min
BAH TCHÊ É RUIM ESTE TIME DO GRÊMIO,MAS...!!!nnComo é que pode amigos viventes, ver um time como o do Grêmio levantar mais uma TAÇA mostrando um futebol bem pior do que o do Internacional que venceu de virada o Remo de Belém do Pará, Brasil de Pelotas, Caxias, Chelsea, Barcelona, Novo Hamburgo, Cruzeiro, São Paulo-RG, enfim vai jogar feio assim na segunda divisão do Gauchão 2019. Brincadeiras a parte, mas jogar contra o Independiente da Argentina na maior parte dos tempos com mais jogadores, e não conseguir vencer naturalmente sem precisar de uma prorrogação e ainda os pênaltis para sacramentar a conquista de mais um Título, foi uma grande tortura na paciência do seu marrento treinador, torcedores e secadores de plantão. A Taça da decisão da Recopa Sul Americana ficou com quem foi mais competente ne consegui converter suas cinco penalidades e ainda contar com a abençoada experiência do Marcelo Grohe para se consagrar em nome de Jesus Cristo. Como previsto, não foi um jogo jogado, tendo em vista que estes visitantes Argentinos foram guerreiros, mas covardes dentro da ARENA/OAS. Parabéns ao Grêmio, e que o meu querido Pai possa estar comemorando lá no Céu, Amém. Abs. Dorian Bueno, POA, 22.02.2018n