Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 04 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Notícia da edição impressa de 21/02/2018. Alterada em 20/02 às 21h45min

Mais policiamento

Têm pessoas que dizem que apenas a pena de morte resolverá a situação da insegurança pública no Brasil. Penso que, mesmo com mais policiais nas ruas, o que seria bom, temos que promover a inclusão social com mais educação curricular, mais empregos, mais cidadania, enfim. Ninguém nasce criminoso, em princípio, mas acaba aderindo ao crime por falta de perspectivas e educação, pela falta de uma família estruturada. (Márcia Victória Menezes, Tapes/RS)
Auxílio-moradia
Não surpreende que a nova presidente da Associação dos Juízes do RS (Ajuris), Vera Deboni, defenda o auxílio-moradia dos juízes, segundo entrevista que li no site do Jornal do Comércio, no sábado, dia 17/02/2018. Eu estranharia se ela não defendesse. Afinal, receber mais do que R$ 4 mil mensais independentemente de morar ou não na cidade, e para todos os juízes e outros membros do Judiciário, e não gostar, só alguém milionário não faria, ora! (Rubens Aguillar, Passo Fundo/RS)
Banco do Brasil
Há dias, ao chegar na agência do Banco do Brasil de minha preferência, na rua Jerônimo Coelho, fiquei surpreso ao vê-la fechada. Mais surpreso ainda ao saber que o banco a havia fechado e transferido seus serviços para a sempre lotada agência da avenida Borges de Medeiros, entre Riachuelo e Salgado Filho. Então, com isso, ficam cada vez mais restritas as opções dos clientes da instituição no Centro, eis que, no ano passado, já haviam desativado a agência da Salgado Filho esquina com Vigário José Inácio. Nem mais temos as providenciais caixas eletrônicas do subsolo da Galeria Chaves há quase um ano. Acabaram também com a agência Voluntários da Pátria, onde, durante muitos anos, mantive minha conta-corrente tão bem administrada por minha amiga Suzana Nunes. Que interesses outros - e grandes interesses - estarão por detrás desse "enxugamento" do nosso tradicional banco? (Luiz Carlos Vaz, jornalista)
Futebol
Querem dar mais charme ao Campeonato Gaúcho de Futebol. No entanto, as análises da mídia só focam nos motivos pelos quais a dupla Grenal perdeu ou empatou. Poucas linhas ou comentários, quando têm, sobre quem venceu ou empatou. Mesmo descontando o fato de que se trata das duas equipes mais fortes em torcidas, recursos e títulos, a desvalorização dos outros times gaúchos prejudica o interesse pelo nosso campeonato. Depois, não se queixem quando vemos, cada vez mais, crianças e pré-adolescentes das cidades gaúchas usando camisas do Barcelona, do Real Madrid, do PSG e outros clubes estrangeiros. (Nelson Ribeiro Cunha, Pelotas/RS)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Almanakut Brasil 04/03/2018 15h01min
A pena de morte no Brasil iria trazer benefícios incalculáveis à sociedade de bem!