Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 27 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Frases e Personagens

Notícia da edição impressa de 28/02/2018. Alterada em 27/02 às 22h17min

Frases e personagens

"Para marcar o Dia Internacional da Mulher, Marcelo Sgarbossa e Aldacir Oliboni, do PT, pedirão licença, para oportunizar a atuação parlamentar de duas mulheres suplentes dias 7, 8 e 9 de março. Seremos eu e Natália Alves." Luísa Stern (PT), advogada, primeira mulher transexual a ser vereadora em Porto Alegre e a primeira de uma capital brasileira. 
"A nova edição do Liquida Porto Alegre comercializou cerca de R$ 1,2 bilhão. Muito importante por ser realizada em um mês/temporada em que as vendas, historicamente, são mais baixas." Alcides Debus, presidente da CDL Porto Alegre.
"Porto Alegre terá um Sistema Colaborativo de Segurança e Monitoramento. O objetivo será o de contribuir com a elucidação de delitos praticados contra o patrimônio público. Também servirá para ajudar na solução de processos de investigação e na captura de criminosos por órgãos estaduais de segurança pública." André Carús (PMDB), vereador, autor do projeto de lei aprovado. 
"Tenho, sim, preocupação, pois a intervenção na segurança do Rio pode ser o prenúncio de uma intervenção maior, talvez até a ditadura." Olívio Dutra (PT), ex-governador.
"A Operação Lava Jato e as demais investigações sobre a corrupção que se instalou entre o poder público e o privado devem favorecer um ambiente às privatizações e concessões no País. Mas os políticos ainda precisam melhorar a mensagem a ser transmitida para a população, uma vez que o brasileiro médio é avesso ao tema. Colocar hoje a privatização da Petrobras é querer levar bala, todos são contra." Fernando Henrique Cardoso (FHC - PSDB), ex-presidente.
"Contudo existem setores da Petrobras que podem ser vendidos à iniciativa privada. É necessário evitar que as agências reguladoras, que fiscalizam as concessões e privatizações do governo, sejam capturadas, seja por interesses políticos, seja das empresas ou mesmo dos sindicatos. Quando não tem regulação, faz-se uma coisa selvagem." Também FHC.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia