Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 31 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Operação Lava Jato

Notícia da edição impressa de 01/02/2018. Alterada em 31/01 às 23h18min

Ex-governador Sérgio Cabral vira réu pela 21ª vez

A juíza Caroline Vieira Figueiredo, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, aceitou a 21ª denúncia da Operação Lava Jato contra o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) por lavagem de dinheiro. O peemedebista agora é réu de novo. A magistrada, que está substituindo o juiz Marcelo Bretas, em férias, apontou "fortes indícios de autoria e materialidade".
Outros seis investigados também se tornaram réus: Ary Ferreira da Costa Filho, Sérgio Castro de Oliveira - preso na cadeia de Benfica -, Gladys Silva Falci de Castro Oliveira, Sonia Ferreira Batista, Jaime Luiz Martins e João do Carmo Monteiro Martins. Todos são acusados pelo crime de lavagem de dinheiro por meio de empresas do Grupo Dirija, controladas por Jaime Luiz e João do Carmo, ambos delatores. Nesta denúncia, a Lava Jato acusou Sérgio Cabral por 213 atos de lavagem, somando R$ 10,2 milhões.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia