Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 17 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

governo federal

16/01/2018 - 18h13min. Alterada em 16/01 às 18h13min

Temer determina que Meirelles e Occhi afastem vices da Caixa por 15 dias

A Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República divulgou uma nota oficial nesta terça-feira (16), informando que o presidente Michel Temer determinou ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e ao presidente da Caixa, Gilberto Occhi, que afastem os vice-presidentes do banco por 15 dias. De acordo com a nota do Planalto, o prazo determinado é para que os executivos possam "apresentar ampla defesa das acusações".
Conforme mostrou o Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, o Banco Central recomendou que a Caixa Econômica Federal afaste os 12 vice-presidentes da instituição por suspeitas de corrupção. O posicionamento era contrário à decisão do presidente Temer, que insistia em manter os dirigentes no banco público para evitar conflitos com partidos políticos que indicaram os nomes para os cargos.
Oficialmente, o BC não comenta o assunto. A informação foi confirmada pelo jornal "O Estado de S. Paulo" com fontes do Ministério Público Federal (MPF), que também defende o afastamento. O MPF deu 45 dias para que a Caixa cumpra a recomendação de retirar os executivos do comando do banco. Os procuradores da Greenfield enviaram ofício à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que deve ser encaminhado ao presidente Temer, no qual alerta que Temer poderá ser responsabilizado por futuros crimes cometidos pelos VPs da Caixa a partir do dia 26 de fevereiro, prazo final dado pelo MPF para que o Planalto acate a recomendação.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Ana Lucia Krause 17/01/2018 01h26min
Certamente como presidente Meirelles indicará pessoas técnicas para ocupar cargos assim. Ele é extremamente técnico. Isso já resolveria uma grande parte dos problemas no Brasil. É só deixar os apadrinhamentos políticos de lado, que muita coisa se resolve!