Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 19 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Saúde

Alterada em 19/01 às 11h19min

Metade da população de Porto Alegre já foi vacinada contra febre amarela

Apenas este ano, mais de 4,5 mil pessoas já foram vacinadas na rede municipal

Apenas este ano, mais de 4,5 mil pessoas já foram vacinadas na rede municipal


CRISTINE ROCHOL/ PREFEITURA PORTO ALEGRE/DIVULGAÇÃO/JC
Cerca de 50% da população de Porto Alegre está imunizada contra o vírus da febre amarela. Entre os anos de 2009 e o início de 2018, mais de 770 mil doses da vacina foram aplicadas em pessoas residentes na capital gaúcha, que tem cerca de 1,4 milhão de habitantes. Neste ano, até a última quarta-feira (17), 4.575 pessoas já haviam sido vacinadas.
De acordo com a prefeitura municipal, a imunização está disponível em todas as salas de vacina mantidas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Conforme dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações, os números de doses aplicadas do imunobiológico têm se mantido estáveis desde o fim de 2016. Em janeiro do ano passado, 9.889 pessoas foram imunizadas.
Atualmente, não há circulação do vírus da febre amarela em Porto Alegre ou em qualquer outra cidade do Rio Grande do Sul. Mesmo assim, por fazer parte do calendário nacional, a vacina está disponível à da população ao longo de todo o ano. A recomendação da SMS é que devem ser imunizadas, prioritariamente, pessoas que vão viajar para países que exigem a certificação e para os locais com transmissão da doença.
No Brasil, há confirmação de casos de febre amarela silvestre em áreas de mata de cidades da região Sudeste (São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo) e na Bahia. Entre julho de 2017 e o início de 2018, foram notificados 470 casos suspeitos no País. Desses, 35 foram confirmados, com registro de 20 óbitos, e 145 estão em investigação.
A vacinação contra o vírus é disponibilizada gratuitamente para pessoas com idade a partir dos 9 meses até os 60 anos incompletos. Idosos com mais de 60 anos, gestantes e imunodeprimidos necessitam de atestado médico para serem vacinados. Conforme o Ministério da Saúde, uma dose é suficiente para imunização por toda a vida.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia