Porto Alegre, quinta-feira, 18 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

MEC autoriza uso de nome social na educação básica para travestis e transexuais

Foi homologada nesta quarta-feira (17) uma resolução do Ministério da Educação (MEC) que autoriza o uso do nome social de travestis e transexuais nos registros escolares da educação básica. Conforme o MEC, a norma busca “propagar o respeito e minimizar estatísticas de violência e abandono da escola em função de bullying, assédio, constrangimento e preconceitos”. O nome social é aquele pelo qual travestis, mulheres trans ou homens trans optam por ser chamados, em conformidade com sua identidade de gênero. "Essa era uma antiga reivindicação do movimento LGBTI, que representa um princípio elementar do respeito as diferenças”, disse o ministro Mendonça Filho (ao centro, de gravata azul). O texto havia sido aprovado pelo Conselho Nacional de Educação em setembro do ano passado e entrará em vigor a partir da publicação no Diário Oficial da União.
 

FOTO André Nery/MEC/DIVULGAÇÃO/JC