Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 29 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Grêmio

Notícia da edição impressa de 30/01/2018. Alterada em 29/01 às 21h36min

Pré-temporada do Grêmio entra na reta final

Léo Moura ganha espaço na equipe titular com a saída de Edílson

Léo Moura ganha espaço na equipe titular com a saída de Edílson


/LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA/JC
Depois de uma campanha sofrível no começo do Campeonato Gaúcho, o time de transição do Grêmio terá uma folga da competição para rever suas falhas e aprimorar os pontos bons da equipe que disputou quatro partidas, empatando uma e perdendo outras três. No próximo sábado, na Arena, o time titular, comandado por Renato Portaluppi, fará a estreia em 2018, recebendo o Cruzeiro, pela 5ª rodada do regional.
Nesta partida, será possível ver um esboço do time que o técnico gremista colocará em campo no dia 14 de fevereiro, quando o Tricolor faz o primeiro jogo pela final da Recopa Sul-Americana, diante do Independiente, no Estádio Libertadores da América, na Argentina. Antes disso, a equipe terá, além do Cruzeirinho, o confronto com o Brasil de Pelotas, pela 7ª rodada do Gauchão, no dia 7 de fevereiro, também em casa.
Ontem, o grupo gremista treinou em dois turnos. O lateral-direito Léo Moura, que ganhou espaço com a saída de Edílson, falou a respeito do início dos trabalhos e sobre a pressão que o time de transição sofreu, acumulando resultados ruins e deixando o clube na penúltima colocação do campeonato.
"Não é normal o Grêmio ficar nesta posição, mesmo que seja uma equipe de transição com reforços que recém chegaram ao clube. A responsabilidade tem que ser a mesma. Eles estão vestindo a camisa do Grêmio. Quando voltarmos a jogar, a responsabilidade vai aumentar ainda mais", disse Léo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia