Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 29 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

aviação

Alterada em 29/01 às 11h13min

Boeing pode aumentar participação na Embraer, mas não ter o controle, diz Temer

Temer disse que dirigentes da Embraer o procuraram para transferir o controle, mas que resposta foi não

Temer disse que dirigentes da Embraer o procuraram para transferir o controle, mas que resposta foi não


ALAN SANTOS/PR/FOTOS PÚBLICAS/JC
O presidente da República, Michel Temer, voltou a dizer que o governo brasileiro não irá abrir mão do controle da Embraer, apesar das ofensivas da Boeing para aquisição da empresa. "A Boeing pode aumentar enormemente participação na Embraer, mas não pode ter o controle", disse ele, que concedeu nesta segunda-feira (29) entrevista ao programa Jornal Gente, da Rádio Bandeirantes, em São Paulo.
Temer disse que dirigentes da Embraer o procuraram para transferir o controle, mas a resposta dele foi não.
O presidente também aproveitou para falar que o governo tem 75 novos projetos de concessões e privatizações. "Em Davos, atendi presidentes de empresas estrangeiras interessadas nesse programa", afirmou.
Ele explicou que as distribuidores de energia também serão objeto de concessões e comentou sobre a situação da Eletrobras. "Se não conseguirmos descotizar a Eletrobras este ano, ao menos demos o primeiro passo", disse antes de explicar que todos os estudos apontam para a redução da tarifa de energia.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia