Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 21 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado de Capitais

Notícia da edição impressa de 22/01/2018. Alterada em 21/01 às 21h04min

Bolsa fecha quinta semana de alta e dólar cai a R$ 3,201

Em um dia de euforia no mercado financeiro, a Bolsa voltou a bater recorde, e a moeda norte-americana fechou no menor valor em três meses. O Índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, encerrou a sexta-feira, dia 19, com alta de 0,32%, aos 81.219 pontos. No dia 17, o indicador tinha fechado acima dos 80 mil pontos pela primeira vez na história.
Com a valorização de sexta-feira, o Ibovespa acumulou alta de 2,36% na semana. Essa foi a quinta semana seguida em que o índice subiu.
O fluxo de não-residentes segue ingressando na bolsa e fez a diferença na última etapa da sessão de negócios, de acordo com um operador. As blue chips do setor financeiro, que têm peso de pouco mais de 25% no índice, se valorizaram, com ItauUnibanco PN avançando 0,81% e Bradesco, 0,71%. Também Petrobras PN ganhou 0,22%.
O dia também foi de otimismo no mercado de câmbio. O dólar comercial encerrou a sexta-feira vendido a R$ 3,201, com queda de R$ 0,008 (-0,26%). A cotação está no menor valor desde 20 de outubro. A divisa fechou a quarta semana seguida em baixa e acumula queda de 3,41% em 2018.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia