Porto Alegre, segunda-feira, 16 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Conjuntura Internacional

16/01/2018 - 12h19min. Alterada em 16/01 às 12h19min

Agência de classificação de risco chinesa rebaixa rating dos EUA

A agência de classificação de risco da China, Dagong, rebaixou o rating dos Estados Unidos em um degrau, para BBB+, citando preocupações com a instabilidade política no país e potenciais impactos da reforma tributária na capacidade do governo em pagar suas dívidas.
A agência de classificação de risco da China, Dagong, rebaixou o rating dos Estados Unidos em um degrau, para BBB+, citando preocupações com a instabilidade política no país e potenciais impactos da reforma tributária na capacidade do governo em pagar suas dívidas.
Além disso, a agência chinesa comentou que as avaliações do mercado sobre o dólar e os juros dos Treasuries estão se revertendo. "Isso terá uma força poderosa para destruir a frágil rede de dívidas do governo federal", citou a Dagong.