Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 14 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Conjuntura

Notícia da edição impressa de 15/01/2018. Alterada em 14/01 às 21h36min

Governo discute rebaixamento e Previdência

Após caminhada, Temer se reuniu com ministros para avaliar situação

Após caminhada, Temer se reuniu com ministros para avaliar situação


/BETO BARATA /PR/JC
O presidente da República, Michel Temer, reuniu-se ontem com ministros no Palácio da Alvorada, em Brasília, para avaliar os rumos da economia depois do rebaixamento da nota de crédito brasileira pela agência de classificação de risco Standard & Poor's e reforçar o discurso do governo de a reforma da Previdência é inadiável.
Participaram do encontro os ministros Henrique Meirelles (Fazenda), Moreira Franco (Secretaria-Geral) e Torquato Jardim (Justiça), além de Gustavo do Vale Rocha, subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil. Eles avaliaram a estratégia política nos próximos dias com a pauta do Congresso no retorno do recesso e o impacto do rebaixamento na aprovação da reforma.
A avaliação foi de que não houve sobressaltos no mercado, apesar do rebaixamento na quinta-feira. A classificação ainda pior confirmou a trajetória de queda na nota do País e gerou desconforto entre a equipe econômica e a cúpula do Congresso.
Sobre a Previdência, o Planalto quer iniciar a discussão e a votação da reforma no plenário da Câmara dos Deputados no dia 19 de fevereiro.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia