Porto Alegre, segunda-feira, 16 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

comércio exterior

08/01/2018 - 17h09min. Alterada em 08/01 às 17h10min

Balança comercial tem superávit de US$ 513 milhões na primeira semana do ano

No período, foram registradas exportações de US$ 2,957 bilhões e importações de US$ 2,444 bilhões

No período, foram registradas exportações de US$ 2,957 bilhões e importações de US$ 2,444 bilhões


KAZUHIRO NOGI/AFP/ARQUIVO/JC
O ano começou com superávit comercial de US$ 513 milhões na primeira semana de janeiro, entre os dias 1 e 7. O dado foi divulgado nesta segunda-feira (8) pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). No período, foram registradas exportações de US$ 2,957 bilhões e importações de US$ 2,444 bilhões.
O ano começou com superávit comercial de US$ 513 milhões na primeira semana de janeiro, entre os dias 1 e 7. O dado foi divulgado nesta segunda-feira (8) pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). No período, foram registradas exportações de US$ 2,957 bilhões e importações de US$ 2,444 bilhões.
Nas exportações, a média diária da primeira semana do ano de US$ 739,3 milhões superou em 9,1% na comparação com igual período de 2017. Segundo o ministério, o aumento foi liderado pelo embarque de manufaturados, que cresceu 23,5% na comparação anual. Entre os itens em destaque nessa categoria, o ministério destaca aviões, tubos de ferro fundido, motores e turbinas para aviação, óxidos e hidróxidos de alumínio, torneiras, válvulas e partes. Nos semimanufaturados, os embarques cresceram 1,7%.
Por outro lado, a exportação de produtos básicos registrou ligeira queda de 0,05% na comparação com o ano passado, liderada por petróleo em bruto, farelo de soja, fumo em folhas, minério de manganês e minério de ferro.
Nas importações, a média diária da 1ª semana de janeiro ficou em US$ 610,9 milhões, 10,2% acima da média observada em igual período do ano passado. Entre os produtos com maior aumento das importações, estão químicos orgânicos e inorgânicos (+71,1%), veículos automóveis e partes (+42,4%), farmacêuticos (+39,2%), plásticos e obras (+28,1%), equipamentos eletroeletrônicos (+20,9%).