Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 18 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Eleições 2018

Alterada em 18/12 às 19h46min

Haddad vai coordenar programa de Lula em eventual candidatura

Anúncio reforça ideia de que candidatura de Lula será mantida mesmo se ele for condenado no TRF4

Anúncio reforça ideia de que candidatura de Lula será mantida mesmo se ele for condenado no TRF4


YASUYOSHI CHIBA/AFP/ARQUIVO/JC
O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad assumirá a coordenação do programa de governo para a eventual campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Palácio do Planalto. A escolha foi aprovada nesta segunda-feira (18) pela executiva nacional do PT.
O PT toma a decisão ainda sob o impacto do agendamento para o dia 24 de janeiro do julgamento do recurso feito por Lula ao Tribunal Regional Federal da 4ª região (TRF4) no caso do tríplex. Condenado pelo juiz Sergio Moro, o ex-presidente recorreu. No PT, a previsão era de que o TRF4 só se manifestasse depois do Carnaval, mas a data da sessão foi marcada em tempo recorde.
O anúncio de Haddad é uma tentativa de reforçar a ideia de que a candidatura de Lula será mantida qualquer que seja o resultado do julgamento. Além de Haddad, o economista Márcio Pochmann e o ex-deputado Renato Simões foram escalados para a elaboração do programa de governo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia