Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 28 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Itália

Notícia da edição impressa de 29/12/2017. Alterada em 28/12 às 22h44min

Presidente dissolve Parlamento e convoca eleições

O presidente da Itália, Sergio Mattarella, assinou um decreto, nesta quinta-feira, dissolvendo o Parlamento e convocando novas eleições. A expectativa é de que o pleito ocorra no dia 4 de março de 2018. 
A corrida eleitoral mostrará propostas dos partidos sobre como responder ao alto índice de desemprego, à imigração em larga escala e à indignação do povo com a classe política. Os problemas são tão profundos que deterioraram a lealdade aos partidos tradicionais.
O pleito será o mais recente após uma série de eleições na Europa em 2017, nas quais os populistas fazem força de oposição, ainda que tenham falhado em chegar ao poder. Na Itália, no entanto, o eleitorado fragmentado e a insatisfação com os partidos tradicionais serão temas proeminentes, alimentados por uma recuperação econômica muito mais fraca do que no resto da Europa.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia