Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 21 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Austrália

Notícia da edição impressa de 22/12/2017. Alterada em 21/12 às 23h08min

Atropelador fere 19 em Melbourne, e polícia descarta terrorismo

Um homem dirigindo um carro atropelou pedestres e deixou ao menos 19 feridos em uma movimentada rua de Melbourne, na Austrália, nesta quinta-feira. Pelo menos quatro vítimas estão em estado grave, incluindo uma criança ferida na cabeça.
A polícia prendeu o motorista e disse que a ação foi um "ato deliberado", mas descartou a hipótese de terrorismo. "Neste momento, não temos nenhuma evidência ou informação que indiquem conexão com terrorismo", informou a comissária interina da polícia, Shane Patton.
Segundo ela, o motorista é um homem de 32 anos com ascendência afegã e histórico de problemas mentais e uso de drogas. O nome dele não foi revelado.
Um outro homem, de 24 anos, que filmava a ação, também foi detido, mas não se sabe ainda qual a ligação dele com o motorista. Com o suspeito, a polícia encontrou uma mochila cheia de facas. Uma terceira pessoa também foi levada pelos policiais, mas as autoridades não deram informações sobre ela. 
O atropelamento aconteceu na rua Flinders, no Centro de Melbourne, por volta das 16h30min locais (3h30min de Brasília). Segundo a rede de televisão BBC, o motorista dirigia um utilitário esportivo, que avançou sobre a multidão por cerca de 15 segundos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia