Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 11 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Internacional

CORRIGIR

Alemanha

11/12/2017 - 15h02min. Alterada em 11/12 às 15h38min

Merkel defende diálogo rápido por 'governo estável' na Alemanha

Conforme a chanceler, apenas uma aliança com o SPD trará um "governo estável" à Alemanha

Conforme a chanceler, apenas uma aliança com o SPD trará um "governo estável" à Alemanha


PATRIK STOLLARZ/AFP/ARQUIVO/JC
A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, pressiona pela formação rápida de uma nova coalizão de governo com o Partido Social-Democrata (SPD, na sigla em alemão). Segundo ela, apenas uma aliança trará um "governo estável", necessário para lidar com um período desafiador para a Europa.
O bloco conservador de Merkel e o SPD começarão a discutir a possibilidade de fechar uma coalizão nesta quarta-feira, em uma possível extensão da parceria dos últimos quatro anos. O SPD insistiu, após um desastroso resultado eleitoral em setembro, que pretendia passar à oposição, mas relutantemente aceitou reconsiderar após o diálogo de Merkel com outros dois partidos menores fracassar.
"Eu defendo conversas rápidas, acho que um governo estável é a base pela qual podemos trabalhar pelo menor com a França e para a Europa", comentou Merkel. Segundo ela, um governo de minoria "não seria estável".
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia