Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 26 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Educação

Notícia da edição impressa de 27/12/2017. Alterada em 26/12 às 21h55min

Matrículas do Fundamental e Médio na rede pública caem no Rio Grande do Sul

O número de alunos matriculados em escolas públicas nos ensinos Fundamental e Médio do Rio Grande do Sul em 2017 caiu, mas houve aumento nas matrículas de creches e pré-escola. Os dados são do Censo Escolar da Educação Básica 2017, divulgado ontem pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).
No Rio Grande do Sul, no Ensino Fundamental (anos finais e iniciais, ensino parcial e integral, nas escolas estaduais e municipais), foram realizadas 1.099.667 matrículas em 2017. Em 2016, foram 1.118.341, uma redução de 1,67%. No Ensino Médio (parcial e integral, nas escolas municipais e estaduais), também houve queda: foram 294.935 matrículas em 2017, contra 305.270 em 2016, ou seja, uma redução de 3,39% de novos ingressos. No entanto, as matrículas na creche e na pré-escola aumentaram. No ano passado, foram 268.219 matrículas, e, em 2017, 281.664 - um aumento de 5,01% .
Os números do Estado seguem a tendência nacional. Neste ano, o total de alunos matriculados no Ensino Fundamental em escolas públicas foi de 22,05 milhões, o que representa uma queda de 1,62% em relação a 2016. No Ensino Médio, foram 6,68 milhões em 2017, queda de 2,85% na comparação com o ano passado.
O número de alunos matriculados em creches da rede pública subiu 6,8%, chegando a 2,2 milhões. Na pré-escola, também houve aumento no número de alunos matriculados, com um total de 3,87 milhões e crescimento de 2,64% em relação a 2016. Em todas as etapas, o total de matrículas na rede pública, neste ano, chegou a 37,75 milhões, leve redução de 0,5% na comparação com 2016.
O levantamento detalha o número de matrículas iniciais na educação básica das redes públicas municipal e estadual de ensino, que abrangem creche, pré-escola, ensinos Fundamental e Médio, EJA (Educação de Jovens e Adultos) e educação especial. A segunda etapa do Censo Escolar 2017 terá início no próximo mês, quando serão coletados os dados sobre o rendimento e o movimento escolar dos alunos.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia