Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 26 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 26/12 às 18h51min

Ibovespa tem 4ª alta seguida, mas com metade do volume de negócios

O Índice Bovespa teve sua quarta alta consecutiva nesta terça-feira (26), em um pregão marcado principalmente pelo baixo volume de negócios. Em um ambiente de noticiário esvaziado, o cenário internacional voltou a ser a principal referência para os negócios com ações no Brasil. Apesar do fraco desempenho das bolsas de Nova Iorque, o Índice Bovespa se apoiou em fatores como a alta do petróleo e os ganhos dos índices de metais no exterior para fechar em alta de 0,69%, aos 75.707,73 pontos. Os negócios somaram R$ 5,06 bilhões, valor que representa menos da metade da média diária das últimas semanas.
Pela manhã, o índice chegou a cair 0,35%, mas inverteu o sinal com a influência das ações da Petrobras e dos bancos, que adotaram o viés positivo. Lá fora, os preços do petróleo foram impulsionados pela notícia da explosão de um oleoduto na Líbia. Estimativas apontaram a possibilidade de o país ter uma perda de 90 mil barris por dia com o ocorrido. A commodity renovou sucessivas máximas à tarde e, com isso, contribuiu para os ganhos de 0,66% de Petrobras ON e de 1,40% de Petrobras PN.
As ações da Vale também subiram (+0,15%), seguindo as ações de outras mineradoras pelo mundo, que avançaram apesar da queda dos preços do minério de ferro no mercado à vista chinês. No setor financeiro, os ganhos foram liderados por Banco do Brasil ON (+1,09%) e Bradesco ON (+0,81%).
Outro destaque entre as ações ficou com as ações do setor de consumo, que tiveram um dia de fortes ganhos. Segundo Luiz Roberto Monteiro, operador da mesa institucional da Renascença Corretora, os indicativos de que as vendas de Natal foram melhores neste ano contribuíram para incentivar a compra desses papéis. Lojas Americanas PN subiu 3,66%, JBS ON ganhou 3,38%, Pão de Açúcar ON avançou 3,37% e Lojas Renner ON se valorizou em 2,73%. Fora do Ibovespa, chamou a atenção também a alta de 3,61% da varejista Magazine Luiza, que deverá passar a integrar a próxima carteira do Ibovespa.
Em quatro altas consecutivas, o Ibovespa acumulou ganho de 3,83%, levando os ganhos de dezembro para 5,19%. No ano, a valorização do índice está em 25,70%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia