Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 25 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

TURISMO

Notícia da edição impressa de 26/12/2017. Alterada em 25/12 às 21h02min

Gasto do turista estrangeiro é o maior do semestre

Déficit da balança comercial do turismo do País é de US$12 bilhões

Déficit da balança comercial do turismo do País é de US$12 bilhões


VISUALHUNT/DIVULGAÇÃO/JC
O gasto de turistas estrangeiros no Brasil, em novembro, foi o maior registrado no segundo semestre deste ano. A receita cambial do turismo alcançou US$ 485 milhões, o equivalente a um aumento de 2,62%, na comparação com o mesmo mês de 2016, quando os visitantes internacionais deixaram US$ 472 milhões nos destinos brasileiros.
É o segundo mês consecutivo neste semestre que a receita cambial do turismo supera os resultados de 2016. Em outubro, o crescimento foi de 6,69%, um dos maiores do ano. Mesmo assim, no acumulado de janeiro a novembro, o gasto dos turistas internacionais alcançou US$ 5,3 bilhões, ainda inferior ao apurado no ano passado.
"Neste ano, começamos a implantar o visto eletrônico para alguns países e avançamos também na discussão para ampliar a conectividade aérea, medidas que acreditamos que irão contribuir de maneira significativa para o crescimento da vinda de turistas estrangeiros para o País e, consequentemente, para o crescimento da receita cambial", comentou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.
Enquanto a receita cambial apresenta tímido crescimento, a despesa acumulou alta de 32,51% em novembro. Os brasileiros gastaram US$ 1,59 bilhão fora, contra US$ 1,2 bilhão registrado no mesmo mês de 2016. No acumulado do ano, a despesa cambial chega a US$ 17,38 bilhões, ou 32,6% maior que em 2016, segundo dados do Banco Central. Atualmente, o déficit da balança comercial do turismo é de
US$ 12 bilhões. Essa é a diferença entre o que o brasileiro gasta fora do País e o que os estrangeiros injetam na economia brasileira.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia