Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 20 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Contas Públicas

Alterada em 20/12 às 18h39min

Governo gaúcho firma acordo para aderir a Regime de Recuperação Fiscal

Sartori (centro) assinou adesão ao lado do presidente Temer em Brasília

Sartori (centro) assinou adesão ao lado do presidente Temer em Brasília


Karine Viana/Palácio Piratini/Divulgação/JC
Estado e União chegaram a um entendimento para a adesão do Rio Grande do Sul ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF), segundo nota do governo gaúcho. O governador José Ivo Sartori (PMDB) assinou, nesta quarta-feira (20) em Brasília, com o presidente da República, Michel Temer, o protocolo de acordo do RRF. O acerto prevê cumprimento de requisitos legais que o Estado acesse condições do regime.
"Estamos dando mais um passo decisivo na travessia para a recuperação financeira do Rio Grande do Sul. A caminhada é longa, mas os passos que estamos dando são consistentes e responsáveis, sempre olhando para a frente", afirmou Sartori, na nota. O socorro federal prevê a suspensão do pagamento da dívida com a União nos próximos três anos. No caso do Rio Grande do Sul, a carência de 36 meses do serviço da dívida significa um fôlego nas finanças estaduais de R$ 11,8 bilhões nesse período.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia