Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 19 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

telecomunicações

Alterada em 19/12 às 17h58min

Administrador judicial pausa assembleia da Oi por 2h30 para busca de consenso

O administrador judicial da Oi, Arnold Wald Filho, suspendeu por 2h30 a assembleia da empresa que tem por objetivo votar o novo plano de recuperação da companhia, elaborado pelo presidente da Oi, Eurico Teles. A decisão atende o pedido de vários credores expresso na assembleia, que querem "ajustes e aparar arestas" do plano que foi entregue à Justiça no dia 12 de dezembro.
De acordo com Wald Filho, "esse tempo será fundamental para que as partes cheguem a um acordo", disse à plateia de 600 pessoas, entre credores, representantes e acompanhantes.
Perguntado se concordava com a prorrogação do prazo da assembleia, Teles disse que não havia problema, afirmando que "apresentaremos aqui os ajustes e seguiremos em frente, vamos partir para outra página".
De acordo com o administrador judicial, a suspensão da assembleia é fundamental, mas em vez das 3 horas decretou que não seriam "mais do que 2h30". "Votaremos esse plano ainda hoje, votando ou não aprovando", afirmou Wald Filho.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia