Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 14 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 14/12 às 19h55min

Bolsas de Nova Iorque fecham em queda em meio a ansiedade com reforma tributária

As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em queda nesta quinta-feira (14), ao passo em que republicanos tentam prosseguir com sua reforma tributária no Congresso dos Estados Unidos.
Os índices recuaram de ganhos observados mais cedo, pressionados por dúvidas se os republicanos vão conseguir conciliar itens importantes da proposta para reforma tributária num curto período de tempo.
Os republicanos estão agora examinando se adiam as votações na Câmara dos Representantes e no Senado na próxima semana, depois de o senador Marco Rubio ter afirmado que vai se opor ao projeto, caso não haja mais benefícios para crianças de famílias de renda baixa.
O índice Dow Jones fechou na mínima, em queda de 0,31%, aos 24 508,66 pontos; o S&P 500 caiu 0,41%, para 2.652,01 pontos, também na mínima; e o Nasdaq caiu 0,28%, para 6.856,53.
As ações de companhias financeiras no S&P 500 recuaram 0,6%. Empresas do setor de saúde também apresentaram desempenho negativo. O J.P Morgan caiu 0,81% e o Citi perdeu 1,62%. Já a Bristol-Myers Squibb viu seus papéis recuarem 2,11%.
Várias companhias de mídia também verificaram perdas depois da Walt Disney dizer que comprará os estúdios de cinema e TV da 21st Century Fox, além de seus negócios internacionais de TV a cabo.
"A competição com o Netflix, Amazon e agora com a Apple em campo, você tem uma grande briga para a Disney e eles estão usando muito dinheiro para fazer isso", disse Chris Bertelsen, chefe de investimento da Aviance Capital Partners. A Disney subiu 2,75% e a Fox subiu 5,81%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia