Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 14 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

Petróleo

Alterada em 14/12 às 09h46min

Petrobras manifesta interesse por áreas de dois Irmãos, Três Marias e Uirapuru

A Petrobras informa que apresentou nesta quinta-feira (14) ao Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), manifestação de interesse em exercer o direito de preferência para a 4ª Rodada de Licitação de blocos exploratórios sob o regime de partilha de produção.
Considerando os parâmetros divulgados na Resolução do CNPE nº21 de 2017, após análise técnica, aprovação pela Diretoria Executiva e deliberação no âmbito do Conselho de Administração, a Petrobras concluiu por manifestar o interesse em exercer o direito de preferência nas áreas de Dois Irmãos, Três Marias e Uirapuru, com o porcentual mínimo de 30% em cada área, tendo foco na maximização de valor do seu portfólio.
Segundo a estatal, o valor correspondente ao bônus de assinatura a ser pago pela companhia, considerando que os resultados dos leilões confirmem apenas as participações mínimas acima indicadas em cada bloco, é de R$ 945 milhões.
"O posicionamento da Petrobras nestas licitações está alinhado aos fundamentos do seu Plano Estratégico, que prevê a sustentabilidade da produção de óleo e gás, com a continuidade do fortalecimento do portfólio exploratório e atuação em parcerias", diz a empresa.
A Petrobras destaca ainda que poderá ampliar o porcentual de 30% indicado para as áreas onde está exercendo seu direito de preferência, formando consórcios para participar das licitações.
Em relação às áreas em que a Petrobras não exerceu o seu direito de preferência, a companhia informa ainda que poderá participar em condições de igualdade com os demais licitantes, seja para atuação como operador ou como não operador. A nova rodada de licitação de blocos está prevista para ocorrer em junho de 2018.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia