Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 13 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

contas públicas

Alterada em 13/12 às 14h21min

Orçamento pode ser votado no plenário ainda nesta quarta, diz líder do governo

O líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE), disse nesta quarta-feira (13) que o Orçamento de 2018 pode ser votado ainda hoje no plenário. O relatório ainda está em discussão na Comissão Mista de Orçamento, mas, segundo o deputado, o clima está "tranquilo" na CMO e o texto pode ser trazido para o plenário ainda nesta data.
Moura defendeu, no entanto, que a prioridade do governo é a votação da reforma da Previdência. Para ele, porém, a aprovação do Orçamento não atrapalharia os planos de votar as mudanças nas regras da aposentadoria na próxima semana.
No início da semana, o presidente Michel Temer fez um apelo para que o presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), deixasse a votação do Orçamento para a próxima semana. O Palácio do Planalto temia que, com a conclusão da discussão orçamentária, a última semana de trabalho no Legislativo ficasse esvaziada, impedindo o governo de votar a reforma da Presidência.
Nos últimos dias, líderes da base aliada têm sinalizado que, por falta de apoio, a votação do texto deve ficar para fevereiro do ano que vem. A secretaria do Congresso confirma que a votação do Orçamento pode ocorrer ainda nesta quarta.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia