Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 12 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 12/12 às 16h32min

Maioria das Bolsas da Europa fecha em alta; Madri cai com bancos

As bolsas da Europa fecharam majoritariamente em alta nesta terça-feira, influenciadas pelo desempenho de ações do setor de energia. A única exceção foi a Bolsa de Madri, com o baixo desempenho do setor bancário. O índice pan-europeu Stoxx 600 terminou em alta de 391,63 pontos (+0,66%).
A subida dos preços do barril do petróleo durante boa parte da sessão deu o tom nas negociações europeias, enquanto os investidores aguardam a definição do rumo da política monetária global pelo Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), na quarta-feira, e o Banco Central Europeu e Banco da Inglaterra (quinta-feira).
A cotação do óleo deu um salto na sessão passada, que se estendeu pela manhã desta terça-feira, por causa do fechamento do oleoduto de Forties, no Reino Unido. Porém, a subida não se sustentou, diante do aumento do dólar no mercado internacional e a movimentos técnicos.
Ainda assim, a subida de mais cedo sustentou a maioria dos mercados europeus no azul, com o avanço das petroleiras.
Em Londres, as ações da Royal Dutch Shell tipo A subiram 1,70% e da BP saltaram 2,47%. Em Milão, as da ENI tiveram valorização de 1,22%. Em Paris, os papéis da Total ganharam 1,45%.
O índice britânico FTSE-100 terminou em 7.500,41 pontos (+0,63%), o italiano FTSE-Mib subiu para 22.727,32 pontos (+0,16%) e o francês CAC-40 encerrou na máxima aos 5.427,19 pontos (+0,75%).
Ainda em Paris, destaque para a subida de 7,14% das ações da empresa de serviços de tecnologia Atos, que fez nesta terça-feira uma oferta de US$ 5 bilhões de aquisição da holandesa Gemalto, que disparou 34,57% na Bolsa de Amsterdã.
Em Frankfurt, o índice DAX teve aceleração de 0,46%, para 13.183,53 pontos, ajudado pela desvalorização do euro. A exportadora E.ON SE subiu 0,60% e a Infineon Technologies avançou 0,55%.
Em Lisboa, o índice PSI-20 subiu 0,65%, para 5.398,02 pontos, com destaque para a alta de 1,24% da Galp Energia, apesar da greve que paralisou as atividades da refinaria de Matosinhos.
A única exceção aos demais mercados europeus foi a Bolsa de Madri, que terminou em queda de 0,18%, aos 10.288,30 pontos. O setor financeiro foi destaque de baixa - Bankia perdeu 2,40%, CaixaBank recuou 1,26% e Mapfre cedeu 1,55%.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia