Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 05 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

tributos

Alterada em 05/12 às 20h45min

'Impostômetro' alcança nesta quarta-feira marca de R$ 2 tri em arrecadação

O volume de impostos, taxas e contribuições pagos pelos brasileiros em 2017 atingirá a marca de R$ 2 trilhões por volta das 11h10 desta quarta-feira, 6, aponta o Impostômetro elaborado pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Em 2016, a marca foi batida no antepenúltimo dia do ano, 29 de dezembro.
Para a ACSP, a diferença de 23 dias entre a quebra da marca no ano passado e em 2017 confirma que os brasileiros estão pagando um volume maior de impostos neste ano. "O lado bom desse aumento do bolo tributário é que ele reflete a melhora da atividade econômica do País, que tem como base o crescimento da arrecadação", diz em nota o presidente da ACSP, Alencar Burti.
Ainda assim, o executivo reafirma a necessidade de um maior controle das contas públicas e da aplicação de políticas econômicas eficientes para evitar novas elevações.
Na véspera da última decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) no ano, Burti aponta a expectativa de nova queda da taxa básica de juros da economia, "o que consequentemente estimula o consumo, impulsiona a economia e aumenta a arrecadação tributária".
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia