Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 04 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Trabalho

Notícia da edição impressa de 05/12/2017. Alterada em 04/12 às 22h42min

Mundo não acaba se não for aprovada na próxima semana, afirma Mansueto

O secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, Mansueto de Almeida Junior, afirmou ontem que "o mundo não acaba" se a reforma da Previdência não for aprovada na próxima semana, mas que o ideal é que aconteça ainda este ano.
"Há um deadline. Se a reforma da Previdência não for aprovada na próxima semana o mundo acaba? Não. Estou falando como o ministro Meirelles tem dito: o ideal é que a reforma da Previdência seja aprovada este ano e não no próximo, senão em 2019. E tenho certeza de que se a gente não aprovar a reforma da Previdência, logo a primeira medida do próximo governo - cobrem isso dos seus candidatos - será a reforma da Previdência", declarou Mansueto, no Rio de Janeiro.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia