Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 01 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

combustíveis

01/12/2017 - 19h07min. Alterada em 01/12 às 20h01min

Petrobras revisa cálculo para diesel e preço cai 5,7%; gasolina sobe 1,9%

O aumento se explica pela variação da cotação do produto no mercado internacional

O aumento se explica pela variação da cotação do produto no mercado internacional


MARCELO CAMARGO/ABR/JC
O Grupo Executivo de Mercado e Preço (GEMP) da Petrobras decidiu revisar seu cálculo de paridade com preços internacionais para o diesel. Com isso, o preço do combustível cairá 5,7% a partir da zero hora deste sábado (2).
"A decisão mantém inalterada a política de preços em vigor, reafirmando o compromisso da companhia de operar sempre com margem positiva acima da paridade internacional, além de refletir os movimentos de preços observados nos mercados internacionais de derivados", afirma a Petrobras em comunicado.
Já a gasolina terá seu preço reajustado em 1,9%. Segundo a estatal, o aumento se explica principalmente pela variação da cotação do produto no mercado internacional.
A Petrobras afirma ainda que o aumento das importações tem reduzido a sua participação de mercado, que hoje está em 72% no diesel e 88% na gasolina. A expectativa da companhia é que o novo sistema de precificação do diesel não tenha impacto nas receitas, por conta da perspectiva de ganhos de mercado.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia