Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 14 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Notícia da edição impressa de 14/12/2017.
Alterada em 14/12 às 14h31min
COMENTAR | CORRIGIR

Web para crianças e adolescentes

SAUL LOEB/AFP/JC

A internet foi concebida para adultos, mas é cada vez mais usada por crianças, adolescentes e jovens - um em cada três usuários em todo o mundo tem menos de 18 anos de idade. O relatório anual "Situação Mundial da Infância 2017", da Unicef, destaca a divisão digital existente no mundo e explora os debates atuais sobre o impacto da internet e das redes sociais sobre a segurança e o bem-estar de meninas e meninos. Os adolescentes e jovens de 15 a 24 anos formam o grupo etário mais conectado. Em todo o mundo, 71% estão on-line, em comparação com 48% da população total. A juventude africana é a menos conectada, com cerca de três em cada cinco jovens off-line, em comparação com apenas um em cada 25 na Europa. Aproximadamente 56% de todos os websites estão em inglês, e muitos meninos e meninas não conseguem encontrar conteúdo que eles entendam ou que seja culturalmente relevante. "As políticas, práticas e produtos digitais devem refletir melhor as necessidade e as vozes das crianças e dos adolescentes. Em um mundo digital, nosso duplo desafio é como mitigar os danos maximizando os benefícios da internet para cada criança e cada adolescente", defende o diretor executivo do Unicef, Anthony Lake.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia

Patricia Knebel

Ecossistemas de inovação, tendências globais para os negócios, marketing digital, as tecnologias que são os pilares da transformação digital (como mobilidade, Internet das Coisas e Big Data) e todas as novidades que impactam o comportamento dos consumidores e o futuro das empresas e das cidades estão na coluna Mercado Digital. Estou feliz por você estar aqui.