Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 19 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Notícia da edição impressa de 20/12/2017. Alterada em 19/12 às 21h20min

Natal no Jardim

MAURO STOFFEL/DIVULGAÇÃO/JC
Natal de turista é sempre associado ao Natal Luz de Gramado, mas há municípios que também tentam fincar seu pinheirinho. É o caso de Nova Petrópolis, que organizou o seu Natal no Jardim da Serra Gaúcha.
Religiosidade é atração na programação da Rua Coberta durante o fim de semana natalino. O município vem fazendo há anos promoções de todos os tipos para atrair turistas daqui e de fora. Pode levar tempo, mas um dia ele chega lá.

Pulso firme


ANTONIO ARAUJO/DIVULGAÇÃO/JC
O presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra (d), recebeu ontem das mãos do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, a Medalha Mérito Apolônio Sales. A forma como ele lidou com a Carne Fraca - condenando as falhas pontuais do setor, criticando a generalização da operação e trabalhando para reconquistar a confiança do produto brasileiro no exterior mostrou que é nas crises que se ressaltam as verdadeiras lideranças.
 

Prima rico, prima pobre

Há duas BR-116 em matéria de recursos do governo federal. A nossa teve capada parte da verba para a duplicação até Pelotas. A rica é a BR-116 no Sudeste, cuja duplicação em trecho perigoso da rodovia Régis Bittencourt foi inaugurada ontem. Era chamada de estrada da morte e agora vai ser chamada de estrada da vida, disse o ministro Moreira Franco (PMDB). A nossa BR-116 já é estrada da morte há bastante tempo.

A virada

A Mega-Sena da Virada deve pagar em torno de R$ 240 milhões, uma bolada para nenhum corrupto da Lava Jato botar defeito. Segundo o matemático Davi Castiel Menda, que estuda os sorteios da Mega-Sena desde o primeiro concurso (1996), 90% dos apostadores são eliminados já no primeiro número sorteado.

Padrinho forte

Nada como ter um padrinho para sair do vermelho. O aporte de R$ 13,35 bilhões do Tesouro Nacional em 2016 para bancar as empresas estatais dependentes provocou reação da Fiergs. O presidente, Gilberto Porcello Petry, considera inadmissível que as empresas recorram ao Tesouro para se sustentar. "Se as estatais não têm receitas próprias para bancar suas atividades devem fechar", afirma. Em tempo: o padrinho são os contribuintes.

Dos protestos no Centro...

De todos os tipos de protesto por grupos que se julgam prejudicados, o pior deles é virar contêineres e botar fogo no lixo, como fizeram ontem os camelôs no Centro Histórico da Capital. Mas tem uma coisa. Para os poderosos grupos que estão por trás dos produtos sem procedência, esmigalhar 30 mil itens é titica de galinha perto do volume que movimentam.

...e a ação dos pioneiros

Quem acompanha a atividade de camelôs e ambulantes que não ambulam sabe que depois que alguns pioneiros arrancham na área abriu-se a porteira e lá se vai o boi com corda e tudo. E quase sempre a prefeitura deixou de reprimi-los. Exceção foi o prefeito José Fogaça (PMDB), que criou o Camelódromo. Por um ano tudo foi bem, mas depois a maionese desandou de novo.

Senhas fáceis

A publicação TecMundo divulgou as piores senhas que alguém pode usar em qualquer serviço onde elas são necessárias. A campeã é 123456; a segunda é password; a terceira é 12345678, seguindo-se outras combinações derivadas. A 9ª é football e a 10ª é iloveyou.

Medo do foguinho

B eneficiado com a conversão de dois mandados de prisão preventiva na possibilidade de cumprir em prisão domiciliar parte da pena que ainda será estabelecida, o operador financeiro Lúcio Funaro disse que está arrependido de ter se envolvido com atividades ilícitas. "Qualquer pessoa que vá presa fica arrependida." Bidu. É um traço comum na cultura católica, o arrependimento para obter perdão e evitar arder no foguinho que nunca se acaba.

Miúdas

  • PMDB trocar de nome é a mesma coisa que pintar de outra cor um chalé caindo aos pedaços.
  • SE não houver uma profunda revitalização da sigla é apenas trocar seis por meia dúzia. Tão falso quanto uma nota de R$ 30,00.
  • PAPAIS Noéis profissionais já tiveram tempos melhores. Alguns estão matando cachorro a grito.
  • EM 19 de dezembro de 2016, o dólar foi cotado a R$ 3,35. Ontem, R$ 3,29. Confira o que projetou o seu previsor cambial.
  • QUANDO deixaram de rezar a Missa do Galo à meia-noite se foi grande parte da magia de Natal. Até isso os assaltantes nos tiraram.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia