Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 26 de dezembro de 2017.

Jornal do Comércio

JC Contabilidade

COMENTAR | CORRIGIR

Opinião

Notícia da edição impressa de 27/12/2017. Alterada em 26/12 às 22h09min

O atendimento às pessoas

Charles Tessman

Charles Tessman


JONATHAN HECKLER/JC
Charles Tessman
A natureza humana exalta a necessidade do convívio social. Vivência em grupo, dividindo capacidade de relacionamento, regras de convivência e experiências de aprendizado, através da teoria de "tentativa e erro", que, por obviedade, leva à evolução. As relações foram evoluindo de forma exponencial nos últimos anos e, de geração em geração, nós, homo sapiens, utilizamos nossa esperteza para, teoricamente, evoluir a espécie para uma melhor qualidade de vida, e consequente longevidade humana.
Nossa esperteza assegura que, com o cérebro e habilidades manuais mais eficientes, caminhamos a passos largos na saúde, tecnologia, ciência, segurança, transporte e tantas outras conquistas que alcançamos devido a nossos atributos diferenciados. Por outro lado, trouxemos ganância, obesidade, sedentarismo, armas nucleares, guerras culturais e religiosas, atentados terroristas, depressão, suicídio e outros malefícios do convívio e das relações humanas.
O relacionamento dos sapiens ficou tão complexo, devido às tantas variáveis da necessidade e da carência individual, que reflete um cenário atual em que as pessoas, e como as empresas são feitas de pessoas, o mundo corporativo está passando por um processo seríssimo de gestão de equipe e atendimento ao cliente. Saber e satisfazer o indivíduo ficaram tão indecifráveis que não basta entregar o trivial, pois, num mundo de exposição social através das mídias, todos esperam tratamento VIP, ser lembrados, ouvidos, representados e fazer parte do seu convívio.
Gerações baby boomer, X, Y e agora a Z ensinam que as regras e os conceitos estão em constante mudança, e precisam ser tratados como um entendimento de que os conflitos das relações fazem parte do nosso cotidiano, e da nossa capacidade de resolver e satisfazer consumidores minuto a minuto.
Satisfazer pessoas é satisfazer as empresas. Todos querem ser bem tratados, com simpatia, cordialidade e respeito. Um atendimento pessoal passa pela virtude do carisma, que demonstra a intenção de entender e resolver a carência do próximo. Outro ponto é a eficiência. Carisma não adianta se não for eficiente nas demandas. E como ninguém é excelente em tudo, o segredo é especializar-se no que for melhor. Seja a empresa ou pessoalmente, fazer o que gosta, dando o seu melhor, está diretamente ligado à eficiência, e conectado ao sucesso. "Potência não é nada sem controle", slogan famoso da Pirelli há anos atrás, demonstra também a necessidade de controle, e controle é organização.
Ter organização empresarial é fundamental. Controle de vendas, caixa, estoque, clientes, fornecedores, equipe e mais todo universo corporativo. Igualmente o indivíduo que tiver melhor organização familiar, emocional, mental, física, financeira e social tende a ser mais bem resolvido, alegre e feliz consigo e com as pessoas de seu convívio.
Assim, atender pessoas e às suas necessidades passa por decisões e escolhas que determinam a postura, o posicionamento e imagem nossa, ou da empresa, perante o público. Entender e estar com a atenção voltada para as tendências e caminhos fazem termos a lucidez das escolhas, optando pela melhor opção de acordo com a expectativa e objetivo de cada indivíduo ou corporação. Nos autodenominamos homo sapiens, então temos que fazer jus a esta sabedoria que a evolução da espécie nos determinou, e utilizar as ferramentas da nossa esperteza para sermos mais felizes e alegres, através da comunhão e do aprendizado da evolução entre os homens e a natureza.
Contador, diretor da Tessmann Assessoria Empresarial
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia