Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 01 de janeiro de 2018.

Jornal do Comércio

Empresas & Negócios

COMENTAR | CORRIGIR

Leitura

Notícia da edição impressa de 02/01/2018. Alterada em 01/01 às 22h09min

Transformação

O executivo, o heróis e a coragem Reprodução JC

O executivo, o heróis e a coragem Reprodução JC


/REPRODUÇÃO/JC
Sete executivos de sete empresas diferentes são convidados, de maneira insólita, para um seminário de desenvolvimento profissional e pessoal durante um fim de semana. Eles não se conhecem nem possuem informações maiores sobre o evento, denominado Carrossel de Protagonistas.
A única certeza é que isso lhes causará uma experiência transformadora. Essa é a premissa da mais nova obra, que mistura ficção com um olhar sobre o universo corporativo, de André Caldeira: O executivo, o herói e a coragem.
Todas as ilustrações desta nova obra de Caldeira são feitas por seu filha mais nova, a talentosa Clara, de 12 anos. Outra grande contribuição é dada por Ruy Shiozawa, CEO da Great Place to Work Brasil, que escreve no prefácio sobre sua relação com autor: "André tem um propósito e se apoia em seus valores. Isso é tão forte para ele que sua empresa não poderia ter outro nome, a não ser Propósito".
Depois do sucesso de seu primeiro livro, "Muito trabalho, pouco stress - conheça Joe Labor e talvez um pouco mais sobre você", finalista do Prêmio Jabuti na categoria Economia, Administração e Negócios em 2013, por meio dos personagens Caroline, Ed, Otto, Uly, Becca, Tony e Gyna vamos descobrindo os mistérios embutidos neste seminário às cegas, assim como os anseios e motivações que colocaram os sete executivos lá. André Caldeira é um empresário de sucesso, com uma carreira executiva de mais de 20 anos.
O executivo, o herói e a coragem; André Caldeira;
Editora Évora;
144 páginas; R$ 29,90

Headhunters

Segredos e conselhos de um Headhunter - Desvendando o mistério da seleção de executivos - Reprodução JC

Segredos e conselhos de um Headhunter - Desvendando o mistério da seleção de executivos - Reprodução JC


/REPRODUÇÃO/JC
Leitura para aqueles que buscam crescer e ser felizes no impiedoso e árido mercado de trabalho, também lugar de realizações e propulsão de carreiras. Em Segredos e Conselhos de Headhunter - Desvendando o Mistério da Seleção de Executivos, Rubem Souza escreve sobre como as empresas e os profissionais se movimentam no intricado jogo do mercado de contratações, perpassando tanto pela ótica das organizações, como também dos candidatos e dos headhunters.
O livro, lançado no último mês de 2017, em Porto Alegre, busca criar uma narrativa sobre a busca pelo equilíbrio da vida pessoal e profissional, como também o que motiva o encantamento entre empresas e os executivos na hora da escolha. O presidente da Via Varejo, Peter Paul Estermann, declara: "Este livro mostra o segredo e a importância do trabalho de um headhunter".
Com mais de 30 anos na seleção de profissionais de ponta, Souza revela as nuances que envolvem a contratação de um executivo estratégico: "Ao buscar um talento, a empresa imagina encontrar um diferencial. Mas, às vezes, se esquece de reservar um espaço para sua atuação, suas iniciativas, sua criatividade com erros e acertos". O autor acrescenta que, para um trabalho de alto rendimento, deve haver uma satisfação mútua e que, "se o profissional estiver feliz, ele fará a empresa feliz".
Segredos e conselhos de um Headhunter - Desvendando o mistério da seleção de executivos; Rubem Souza;
Autopublicado;
187 páginas; R$ 37,00

História da moeda

A moeda e a lei - Uma história monetária brasileira (1933 - 2013) Reprodução JC

A moeda e a lei - Uma história monetária brasileira (1933 - 2013) Reprodução JC


/REPRODUÇÃO/JC
Em A moeda e a lei, Gustavo Franco, ex-presidente do Banco Central e um dos responsáveis pelo Plano Real no País, apresenta uma história sobre as instituições monetárias brasileiras, tendo como fio condutor o olhar econômico e apartidário da lei brasileira.
Os acontecimentos analisados têm imensa atualidade, pois as dúvidas que governam essa história seguem causando discussões e empasses políticos. Como se estivéssemos aprisionados há décadas em um mesmo enredo, sempre às vésperas de uma fórmula ideal que está logo ali, mas que nunca chega.
A experiência monetária brasileira pode não ter paralelo no mundo, seja pelo difícil relacionamento de nossa moeda com as de outros países, pelo tumultuado processo de constituição de um banco central com plenas funções ou ainda pela longa, intensa e complexa convivência com a inflação. Tudo é superlativo nesse trajeto, em que o Brasil teve oito padrões monetários, cinco congelamentos e confiscos pequenos e grandes.
A obra faz um retrospecto dos excessos - cujas expressões mais flagrantes são os zeros na moeda. O autor tem como foco as convenções pensadas para criar e destruir um objeto que é hoje cada vez menos um pedaço de papel, uma cédula colorida com símbolos nacionais, e cada vez mais um impulso magnético, abstrato e conceitual.
A moeda e a lei - Uma história monetária brasileira 1933 - 2013; Gustavo H.B. Franco; Editora Zahar;
848 páginas; R$ 99,90
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia