Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 08 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Eleições 2018

Notícia da edição impressa de 09/11/2017. Alterada em 08/11 às 21h27min

Militância do PP quer candidato próprio ao Piratini

Maioria dos militantes quer o deputado federal Luís Carlos Heinze como candidato a governador

Maioria dos militantes quer o deputado federal Luís Carlos Heinze como candidato a governador


LISIANE SEVERO/DIVULGAÇÃO/JC
Em uma pesquisa feita às bases do PP no interior do Rio Grande do Sul, o diretório estadual da legenda constatou que 92,6% dos filiados que participaram da consulta querem que o partido lance um candidato próprio ao governo do Estado nas eleições de 2018. O nome mais cotado para concorrer ao Palácio Piratini é o do deputado federal Luis Carlos Heinze (PP), com 18,73% da preferência dos militantes.
Outros líderes da sigla também foram citados como possíveis candidatos ao Piratini, como o prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin, com 16,52% da predileção dos filiados; a deputada estadual e ex-presidente da Assembleia Legislativa Silvana Covatti, com  10,46%; e Pedro Westphalen, atual secretário estadual de Transportes do governo de José Ivo Sartori (PMDB), com 8,06%. 
As bases do PP também apontaram quais alianças o partido deve priorizar na disputa ao Piratini. Segundo a pesquisa, 20,37% dos militantes defendem que a executiva do partido inicie tratativas com o PTB; 18,79%, com o PSDB; 18,32%, com o PSB; e 12,63%, com o PMDB.
O PTB lançou a pré-candidatura a governador do secretário municipal de Segurança de Canoas, Delegado Ranolfo.
O PSDB cogita lançar o ex-prefeito de Pelotas Eduardo Leite. E o PMDB deve buscar a reeleição do governador Sartori.
A pesquisa, inclusive, também pediu que os entrevistados fizessem uma avaliação da gestão de Sartori à frente do Piratini: 18,63% consideraram bom; 53,66%, regular; e 27,71%, ruim.
Entre as principais críticas ao governo do peemedebista estão o parcelamento do salário dos funcionários públicos, a crise na segurança e a demora na tomada de decisões.
Entre as virtudes, a intenção de privatizar ou diminuir o tamanho do Estado, além de valores como "transparência e responsabilidade fiscal".
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia