Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 06 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

lei rouanet

Notícia da edição impressa de 07/11/2017. Alterada em 06/11 às 22h43min

MPF denuncia 32 por desvios

A Procuradoria da República, em São Paulo, apresentou denúncia à 3ª Vara Federal Criminal, na Operação Boca Livre, que investiga fraudes na Lei Rouanet. São 32 denunciados por rombo de R$ 21 milhões. O Grupo Bellini, principal alvo da Boca Livre, teve seus executivos acusados pelos crimes de organização criminosa, estelionato contra a União e falsidade ideológica. O Ministério Público Federal sustenta que o grupo simulava a execução de projetos culturais e pede que empresas que teriam se beneficiado do esquema sejam proibidas de receber novos aportes via Lei Rouanet. A reportagem não localizou a defesa do Grupo Bellini. O Ministério da Cultura disse que inabilitou as empresas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia