Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 20 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Direitos Humanos

Alterada em 20/11 às 16h44min

Marcha da Consciência Negra reúne manifestantes na avenida Paulista

Folhapress
Centenas de pessoas se reúnem no vão livre do Masp, na avenida Paulista, para participar da 14ª Marcha da Consciência Negra nesta segunda-feira (20). Organizada por entidades sociais, a manifestação deve seguir até a região do Teatro Municipal, no centro.
A saída da concentração na avenida Paulista sofreu atraso por causa da dificuldade dos manifestantes em levar o caminhão de som para a frente do Masp. De acordo com o frei David Santos, da ONG Educafro, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) faltou à última reunião organizada para definir os detalhes da marcha, o que inclui o uso de caminhões. "Falta sensibilidade da prefeitura porque hoje é o dia da Consciência Negra. Temos que parar para refletir porque o negro ainda é tão excluído", disse o frei, que está entre os organizadores da marcha.
Por volta das 15h, porém, o caminhão de som foi posicionado em meio aos manifestantes para liderar a marcha. Procurada, a CET afirmou que o caminhão foi impedido de entrar na avenida porque está fechada para o trânsito de veículos, como acontece aos domingos e feriados. A pasta foi procurada para falar sobre a falta na reunião com as entidades, mas ainda não respondeu.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia