Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 10 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

greve

10/11/2017 - 16h52min. Alterada em 10/11 às 17h00min

Em assembleia, professores do Estado decidem manter greve

Professores optaram pela manutenção da greve em votação nominal nesta sexta

Professores optaram pela manutenção da greve em votação nominal nesta sexta


REPRODUÇÃO/JC
Os professores estaduais gaúchos decidiram, em assembleia realizada na tarde desta sexta-feira (10) no Parque Harmonia, em Porto Alegre, pela manutenção da greve da categoria no Rio Grande do Sul.
Paralisados desde o início de setembro, os professores optaram por seguirem em greve por 1160 votos a favor e 578 contrários.
Pela manhã, o Conselho Geral do sindicato de professores havia sinalizado o retorno às aulas, ainda assim, isso não se confirmou nas urnas.
O anúncio do resultado da votação nominal foi feito pela presidente do Cpers/Sindicato, Helenir Aguiar Schürer. Segundo ela, cerca de 5,5 mil profissionais da educação seguem paralisados em todo o Estado.
Durante a assembleia, foram ouvidos diversos discursos contra o governador gaúcho José Ivo Sartori e contra o presidente Michel Temer, ambos do PMDB.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia