Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 07 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Geral

CORRIGIR

Educação

07/11/2017 - 10h58min. Alterada em 07/11 às 11h05min

Alckmin libera celular em escolas estaduais para fins pedagógicos

Alckmin disse que o uso de celulares em salas de aula melhora a qualidade de ensino

Alckmin disse que o uso de celulares em salas de aula melhora a qualidade de ensino


FREDY VIEIRA/JC
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), sancionou nessa segunda-feira (6) uma lei que permite a utilização de celulares para fins pedagógicos em salas de aula das escolas da rede estadual de ensino.
Com a sanção da lei, estudantes dos ensinos fundamental e médio poderão utilizar os aparelhos desde que orientados por educadores.
Alckmin disse que o uso de celulares em salas de aula para fins pedagógicos torna a escola mais atraente para os jovens e melhora a qualidade de ensino. "A internet no celular abre inúmeras possibilidades de atividades e pesquisa. Então, será um grande salto em benefício dos alunos", argumentou o governador.
De acordo com Nalini, é preciso manter o aluno interessado em aprender. "O ensino prelecional está sendo questionado em todos os ambientes. Se quisermos manter o aluno interessado em aprender, temos de usar a linguagem dele. A linguagem de seu tempo", disse o secretário.
Segundo o governo do Estado, até outubro de 2018, todas as 5 mil escolas estaduais serão equipadas com sistema wi-fi e banda larga. O objetivo, segundo a gestão de Geraldo Alckmin, é modernizar a rede. A instalação da Internet sem fio terá início nas salas dos professores e de informática.
Já as unidades que participam do Escola da Família também poderão utilizar a conexão aos fins de semana, em áreas indicadas por cada equipe gestora.
Dois links vão abastecer as escolas: Intragov (do governo estadual e já existente) e Telefônica. O reforço garante a conexão permanente e a possibilidade de distribuir o sinal entre atividades pedagógicas e administrativas.
O governo, no entanto, garante que o monitoramento e o filtro de conteúdo acessado pelos estudantes será mantido.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia