Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 06 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

greve

06/11/2017 - 12h48min. Alterada em 06/11 às 12h48min

Em greve, Cpers e Simpa fazem ato unificado pela educação pública

Após ato na Praça da Matriz, educadores saíram em caminhada até a sede da prefeitura da Capital

Após ato na Praça da Matriz, educadores saíram em caminhada até a sede da prefeitura da Capital


CPERS/DIVULGAÇÃO/JC
Professores estaduais ligados ao Cpers/Sindicato e municipários vinculados ao Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa) fizeram um ato unificado nesta segunda-feira (6), em Porto Alegre, em defesa da educação pública. Ambas as categorias estão em greve. Após protesto em frente ao Palácio Piratini, na Praça da Matriz, os educadores saíram em caminhada até a sede da prefeitura da Capital.
Os professores do Estado estão em greve desde o dia 5 de setembro, fechando, ontem, 60 dias de paralisação. Já os servidores municipais estão com as atividades suspensas desde o dia 5 de outubro. As categorias protestam, entre outras demandas, contra o parcelamento de salários por parte dos governos de José Ivo Sartori e Nelson Marchezan Júnior nas esferas estadual e municipal, respectivamente. 
Dentro da agenda de mobilizações do Cpers, uma vigília de professores e funcionários de escolas está marcada para esta terça-feira (7), na Praça da Matriz, quando devem ser votados os PLCs e PLs que tratam da reestruturação do IPE.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia