Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 03 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Geral

CORRIGIR

educação

Alterada em 03/11 às 17h20min

Governo recorre por anulação do ENEM para quem desrespeitar Direitos Humanos

A Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu, nesta sexta-feira (3), ao Supremo Tribunal Federal contra decisão que suspendeu item do edital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que prevê nota zero na prova de redação de quem desrespeitar os direitos humanos.
O governo recorre contra decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), que suspendeu a regra que determinava a anulação da prova de quem incluísse trechos com desrespeito aos direitos humanos em qualquer parte da redação.
O pedido foi encaminhado pela Procuradoria-Geral Federal, órgão da AGU responsável pela representação judicial das autarquias e fundações, em nome do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia