Porto Alegre, quinta-feira, 30 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Novo teste de míssil pela Coreia do Norte embaralha relações entre Pyongyang e Washington

O teste de um novo míssil intercontinental pela Coreia do Norte interrompeu o que parecia ser uma janela para negociações entre Pyongyang e Washington, com a intermediação da China. A ausência de lançamentos desde 15 de setembro indicava que conversas secretas poderiam estar em curso, apesar de os EUA terem desde então recolocado a Coreia do Norte na lista de países que apoiam o terrorismo. Com isso, fica ainda mais incerto o futuro da região, cuja crise atingiu níveis estridentes neste ano, com a ascensão de Donald Trump e sua retórica belicista ao poder nos EUA e o avanço notável do programa de armas da ditadura de Kim Jong-un. O novo teste, ocorrido nesta quarta (29), foi recebido com um grau maior de alarmismo. Segundo o secretário de Defesa dos EUA, James Mattis, o recado é de que Pyongyang busca atingir "qualquer lugar do mundo".
 

FOTO AFP PHOTO/KCNA VIA KNS