Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 27 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

basquete

Alterada em 27/11 às 22h43min

Seleção de basquete bate Venezuela e vence 2ª em Eliminatórias do Mundial de 2019

Em um bom início de trabalho do técnico croata Aleksandar Petrovic, a seleção brasileira masculina de basquete venceu nesta segunda-feira a sua segunda partida nas Eliminatórias do Mundial de 2019, que será realizado na China. Na Arena Carioca 1, dentro do Parque Olímpico da Barra, no Rio de Janeiro, o Brasil derrotou a Venezuela por 72 a 60 (39 a 20 no primeiro tempo), pela segunda rodada do Grupo B.
Com o resultado positivo, o Brasil se torna o único invicto da chave. A equipe, que já havia vencido o Chile por 86 a 73 na última sexta-feira, fora de casa, tirou a vantagem venezuelana e se isolou na liderança. Na primeira rodada, a Venezuela havia derrotado a Colômbia por 85 a 71.
Os colombianos, aliás, serão os próximos adversários do Brasil nas Eliminatórias. Na janela de fevereiro, o time comandado por Aleksandar Petrovic jogará duas vezes como mandante. No dia 22, uma quinta-feira, o duelo contra a Colômbia, para fechar o primeiro turno. Na sequência, na abertura do returno, terá o Chile no dia 25, um domingo.
Nesta primeira fase, 16 seleções foram divididas em quatro grupos, se enfrentando em confrontos de ida e volta. Os três primeiros de cada chave avançam para a segunda etapa, onde as 12 equipes classificadas são repartidas em dois grupos. Os três primeiros de ambas as chaves, com adição do melhor quarto colocado, garantem classificação para o Mundial, totalizando sete vagas disponíveis para o continente.
O grande destaque da partida foi o pivô Anderson Varejão. Sem clube desde a saída do Golden State Warriors, atual campeão da NBA, o jogador foi o responsável por 16 pontos e rebotes. Mas deu um susto no terceiro quarto em lance no ataque, quando sentiu dores no joelho e saiu carregado. Voltou sem problemas depois e comandou a vitória brasileira. Outra boa atuação foi de Alex Garcia, que anotou nove pontos, agarrou seis rebotes e deu sete assistências.
Léo Mendl e Lucas Mariano também brilharam no lado brasileiro com nove pontos cada. Pelo lado da Venezuela, Mijares dividiu o status de cestinha da partida ao marcar os mesmos 16 pontos de Anderson Varejão.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia