Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 05 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Tênis

Notícia da edição impressa de 06/11/2017. Alterada em 05/11 às 22h00min

Marcelo Melo e Lukasz Kubot vencem Masters 1.000 de Paris

Ao lado do polonês (d), brasileiro chegou à terceira conquista no ano

Ao lado do polonês (d), brasileiro chegou à terceira conquista no ano


/CHRISTOPHE ARCHAMBAULT/AFP/JC
O mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot venceram por 2 sets a 1 (7/6, 6/3 e 10/6) a dupla formada por Ivan Dodig e Marcel Granollers e conquistaram o título do torneio de duplas do Masters 1.000 de Paris, na França. O troféu, conquistado ontem após uma partida muito disputada, foi o terceiro de nível Masters em 2017.
Os tenistas consolidam assim a sua superioridade na temporada. Além de liderarem o ranking mundial de duplas, os dois devem assumir o ranking individual de duplas da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) atualizado hoje, mas até o fim do ano o polonês terá uma pequena vantagem sobre o mineiro. Além de terem vencido em Paris, este ano eles já haviam levado os troféus de Miami, em março, e Madri, em maio.
“A gente vem jogando muito bem nessa temporada, somos o time que mais jogou match-tie-break, e ganhamos uns 90%. Falei para o Lukasz que somos os melhores em match-tie-brak, então era só manter a calma e ganhar. Foi só buscar a confiança”, contou Melo. Para o brasileiro, a marca é ainda mais impressionante. Essa foi a sua 50ª final de um torneio ATP na carreira, a nona no ano. No sábado, a dupla tinha superado com facilidade o compatriota Bruno Soares e o britânico Jamie Murray.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia