Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 27 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado de capitais

Notícia da edição impressa de 28/11/2017. Alterada em 27/11 às 21h00min

Ibovespa recua 0,13% em sua quarta baixa consecutiva

O Índice Bovespa reduziu o ritmo de queda no período da tarde de ontem, mas não teve fôlego para evitar sua quarta queda consecutiva, em mais um pregão de liquidez reduzida. Guiado por influências negativas do exterior e pelas expectativas em torno da reforma da Previdência, o índice chegou a cair 1,35% pela manhã, mas fechou com baixa de 0,13%, aos 74.058 pontos. O volume de negócios somou R$ 7,37 bilhões.
As principais quedas ao longo do dia foram representadas por ações dos setores financeiro e de commodities, estas bastante alinhadas à desvalorização do petróleo e do minério de ferro no mercado internacional. Os papéis da Petrobras terminaram o dia com perdas de 1,39% (ON) e 1,43% (PN), enquanto Vale ON recuou 1,06%.
No caso dos bancos, houve maior volatilidade, uma vez que os papéis continuam a ser alvos de realização de lucros, ao mesmo tempo em que se mostram mais sensíveis ao noticiário político e econômico. Itaú Unibanco PN subiu 0,61%, enquanto Banco do Brasil ON recuou 1,35%.
Depois de figurar no campo negativo durante boa parte da sessão, o índice Dollar Index - que mede a força do dólar contra uma cesta de moedas de países desenvolvidos - inverteu a tendência e passou a subir. Isso fez com que o dólar à vista reduzisse as perdas no mercado doméstico. O dólar à vista fechou em baixa de 0,29%, a R$ 3,220. O volume foi de US$ 1,153 bilhão.
.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia