Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 26 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Consumo

Notícia da edição impressa de 27/11/2017. Alterada em 26/11 às 20h55min

Metade dos produtos da Black Friday teve promoção 'falsa'

 Há alguns dias, cerca de 48% dos artigos possuíam preços menores

Há alguns dias, cerca de 48% dos artigos possuíam preços menores


JONATHAN HECKLER/ARQUIVO/JC
Em um universo de 719 itens apresentados como participantes da Black Friday, 347, ou 48%, já foram até mais baratos antes de sexta-feira passada, ou, ao menos, apresentaram o mesmo valor anteriormente.
A reportagem acompanhou, desde outubro, a variação dos preços de 719 itens que receberam o selo de "Black Friday" ou que constaram em páginas especiais feitas pelas lojas para a data. Os produtos estiveram espalhados por sete dos maiores varejistas do País (foram considerados os preços on-line).
Pontofrio e Extra foram as lojas em que mais produtos apresentados como em promoção já tiveram o mesmo valor nos últimos 24 dias ou ficaram até mais caros. No primeiro, 68% dos itens analisados se encaixam nesse perfil, no segundo, 65%.
Um caso simbólico é o da geladeira duas portas da Electrolux, 475 litros, no Walmart. Na sexta-feira, ela era vendida como produto na Black Friday a R$ 2.908,00. No dia 12, ela estava a R$ 1.900,00. No Submarino, uma lava-roupa da Electrolux, de 16 kg, custava, na quinta-feira, dia 23, R$ 1.530,00. Um dia depois, ficou mais cara (R$ 1.597,00) e ganhou um selo "freak out" (loucura). O Magazine Luiza foi a loja com mais produtos analisados cujo preço na Black Friday é o mais baixo do período (92% dos itens monitorados). O item foi considerado como com desconto se ele estava, nesta sexta-feira, ao menos 5% mais barato que o menor valor visto nos 22 dias anteriores.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia