Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

comércio exterior

Alterada em 22/11 às 11h41min

Valor exportado pelo Rio Grande do Sul em outubro cresce 26,9%

Embarque de automóveis cresceu 212,0%, tendo como principal destino países da América Latina

Embarque de automóveis cresceu 212,0%, tendo como principal destino países da América Latina


PORTO DO RIO GRANDE/DIVULGAÇÃO/JC
As vendas de soja e de automóveis foram determinantes para a alta das exportações do Rio Grande do Sul em outubro. O valor exportado totalizou US$ 1,589 bilhão no período, o que representa aumento de 26,9% na comparação ao mesmo mês do ano passado. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (22) pela Fundação de Economia e Estatística.
De acordo com a FEE, o desempenho mês ocorre em função da alta no volume exportado (49,7%), já que os preços reduziram em 15,2%. Em outubro, o Estado foi o quarto maior exportador do Brasil, responsável por 8,42% das vendas externas nacionais, atrás de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.
Além do saldo positivo nas vendas de soja em grão (71,4%) e nas de automóveis de passageiros (212,0%), também foram destaque as vendas de fumo em folhas, que registraram alta no mês (15,3%). Assim como no trimestre anterior, o crescimento considerável no embarque de veículos automotores tem como principal destino os países da América Latina. Houve ainda acréscimo no valor exportado dos produtos básicos (54,99%), manufaturados (38,02%) e semimanufaturados (6,28%). 
Os principais produtos exportados em outubro foram soja em grão (19,91%), fumo em folhas (17,17%), polímeros (5,60%), carne de frango (5,48%), farelo de soja (4,99%) e automóveis de passageiros (4,05%). Os principais países de destino dos produtos gaúchos foram China, Argentina, Estados Unidos, Itália, Coréia do Sul e Paraguai.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia