Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 16 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

Conjuntura

Alterada em 16/11 às 14h44min

Ipea projeta aceleração da inflação em 2018 com alimentos, mas abaixo de 4,5%

Os alimentos vão puxar a aceleração da inflação em 2018, prevê o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), mas que ainda ficará abaixo da meta de 4,5% do governo. Segundo o Ipea, a forte deflação de alimentos observada este ano (2017) não será observada no ano que vem, devido a elevação dos preços dos alimentos no mercado internacional.
"As perspectivas são de uma reversão nas quedas de preços dos alimentos, devido à diminuição da oferta mundial de grãos e da piora das condições climáticas e seus efeitos sobre a safra nacional", disse o Ipea.
"Contudo, a melhora dos fundamentos macroeconômicos, a elevada ociosidade da capacidade produtiva e a lenta recuperação do mercado de trabalho devem manter a inflação abaixo da meta de 4,5% em 2018. Mas não vai ficar abaixo da média de 3,5%", observaram os profissionais do instituto.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia