Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 15 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 15/11 às 21h07min

Dólar cai no exterior com incertezas em torno da reforma tributária dos EUA

O dólar caiu ante a maioria das moedas, em meio ao aumento das incertezas em relação à reforma tributária dos Estados Unidos.
No final da tarde em Nova Iorque, o dólar caía para 112,79 ienes, enquanto o euro subia levemente para US$ 1,1798. O índice DXY, que é uma medida contra seis moedas fortes, caía para 93,81.
A temperatura política aumentou nesta quarta-feira, 15, em Washington, onde os senadores republicanos querem incluir a revogação de uma parte do Obamacare na reforma tributária que está em discussão no Congresso. O tema é visto com desconfiança pelos operadores, porque os parlamentares já tentaram duas vezes revogar o programa de saúde e não conseguiram.
Ao mesmo tempo, a fuga para investimentos de segurança aumentou após a notícia de que deputados democratas apresentaram artigos que embasam o pedido de impeachment contra Trump. Eles alegam que o presidente americano tentou obstruir a Justiça na demissão de James Comey, que até maio era diretor da Agência Federal de Investigações (FBI, na sigla em inglês).
Também foi vista com desconfiança a oposição do senador republicano Ron Johnson (Wisconsin) à legislação tributária. Ele alegou que a medida beneficia injustamente determinadas empresas. "Se eles podem passar sem mim, tentem. Não irei votar nesse pacote de impostos", disse.
Neste contexto, pouco influenciou no sentimento dos investidores os dados da economia dos Estados Unidos publicados pela manhã.
Enquanto o índice de preços ao consumidor cresceu 0,1% na passagem de setembro para outubro, em linha do que era esperado por analistas ouvidos pela Dow Jones Newswires, as vendas no varejo subiram 0,2% na mesma comparação, acima do 0,1% previsto.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia